O desafio da juvenilização em classes de alfabetização de jovens e adultos

Deivid de Souza Soares, Raquel Amélia dos Santos, Guilherme Mendes Tomaz dos Santos

Resumo


O presente artigo teve como objetivo geral analisar como a juvenilização da Educação de Jovens e Adultos pode afetar o processo de alfabetização em duas escolas públicas que oferecem tal modalidade de Ensino nos municípios de Canoas/RS e Porto Alegre/RS. Quanto aos caminhos metodológicos, foi desenvolvida uma pesquisa qualitativa, de campo, que fez uso de um questionário como instrumento de coleta de dados, aplicado a duas professoras alfabetizadoras de jovens e adultos, tendo-se a análise de conteúdo como recurso metodológico para analisar os dados emergentes da pesquisa. Os principais resultados do estudo apontaram que a juvenilização na EJA é uma realidade presente no cotidiano da sala de aula. Constatamos, também, que para contemplar os jovens nas classes de alfabetização, é necessário que exista a disponibilidade do diálogo, para que assim possa ser construído um ambiente escolar que respeite a multiplicidade de formas de ser jovem, bem como a diversidade encontrada nesta modalidade de ensino.

Palavras-chave


Educação de Jovens e Adultos; Juventudes; Alfabetização

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2595-4377.111264

Direitos autorais 2021

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

ISSN 0103-6041
ISSN 2595-4377 (online)


Indexadores

Apoio e fomento