Pesquisando masculinidades juvenis em um contexto escolar: desafios metodológicos

Neide Pinto dos Santos, Mirela Figueiredo Iriart

Resumo


A pesquisa, que será aqui discutida, objetivou compreender os sentidos e significados que os jovens produzem sobre masculinidades, em um contexto escolar no interior do Nordeste. Privilegiou-se a pesquisa de natureza narrativo-dialógica, considerando a importância das interações intersubjetivas no campo da pesquisa. Lançou-se mão de dispositivos metodológicos, como: observação participante; rodas de conversas; entrevistas narrativas; grupos de discussão, que fizeram emergir novas formas de posicionamento entre os participantes e a pesquisadora nos contextos investigados. O protagonismo dos jovens durante a pesquisa ea escuta sensível da pesquisadora durante a pesquisa produziramefeitos subjetivos importantes para ambos, trazendo à tona a demanda dos jovensde que a escola promovesse espaços de debate e de participação para serem ouvidos e reconhecidos nas suas diversidades.O aprofundamento teórico e a incursão no campo de pesquisa apontaram para uma diversidade de experiências juvenis em relação à vivência da masculinidade. Apesar dessa escuta, pode-se afirmar que a escola ainda está longe de possibilitar a livre expressão e performatividade da diversidade de gênero entre jovens.


Palavras-chave


Pesquisa Qualitativa; Jovens; Gênero; Masculinidade.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2595-4377.111217

Direitos autorais 2021

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

ISSN 0103-6041
ISSN 2595-4377 (online)


Indexadores

Apoio e fomento