Juventudes e o Mundo do trabalho: expectativas e anseios dos estudantes do Ensino Médio Integrado do Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia

Marinez Mauer, Luciana Michele Martins Alves, Rita Cristine Basso Soares Severo

Resumo


O presente artigo tem como objetivo discutir com os jovens estudantes do Ensino Médio Integrado do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul sobre seus anseios e suas expectativas em relação ao mundo do trabalho. Este trabalho se fundamenta na pesquisa qualitativa, com dados construídos a partir de rodas de conversas, entrevistas e observações participantes. O referencial teórico aborda o campo das juventudes, bem como do Ensino Médio Integrado. O eixo analítico que apresentamos trata sobre a moratória social que, na perspectiva de Margulis e Urresti, caracteriza-se por um tempo a mais que os jovens de classe média e alta têm para viver sua condição juvenil e concluir seus estudos sem uma preocupação demasiada com o mundo do trabalho. Assim, foi considerado que os sujeitos da pesquisa vivenciam a moratória social e a compreendem como um privilégio e como uma oportunidade de continuarem sua formação acadêmica projetando sua inserção no mundo do trabalho após a saída do Ensino Superior.

Palavras-chave


Educação Profissional; Juventudes; Mundo do Trabalho

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2595-4377.111177

Direitos autorais 2021

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

ISSN 0103-6041
ISSN 2595-4377 (online)


Indexadores

Apoio e fomento