Juventudes e movimento social: o processo de constituição do Levante Popular de Juventude no Ceará

Jaiane Araujo de Oliveira, Celecina Veras Sales

Resumo


O objetivo deste artigo é discutir o processo de constituição do Levante Popular de Juventude (LPJ) no estado do Ceará. O movimento está organizado em: frente estudantil, frente territorial e frente camponesa. A mais, os acampamentos nacionais e estaduais são instâncias de deliberação e organização do movimento.A principal ferramenta de organização são as células que funcionam em cada frente de atuação do movimento, seu objetivo é estabelecer um canal de diálogo entre os/as jovens de seus territórios, de modo que possibilite ao LPJ conhecer melhor os/as jovens, sua realidade, buscando uma maneira mais efetiva de incluir a juventude na luta social. Existe uma profunda relação no fazer e no construir o movimento com o jeito juvenil de ser, aliando a ludicidade, a irreverência, a criatividade, bem como o compromisso político em manter uma organização social da juventude. O LPJ se identifica como um movimento social de/com juventude, o qual reúne jovens de territórios distintos e que, no contexto de sua ação política, tem se colocado em cena, produzindo novas práticas e modos de fazer, os quais denominamos de atividades educativas.

Palavras-chave


Juventudes; Levante Popular de Juventude; Movimentos Sociais

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2595-4377.111173

Direitos autorais 2021

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

ISSN 0103-6041
ISSN 2595-4377 (online)


Indexadores

Apoio e fomento