A produção de fanzines como recurso para o ensino de leitura e produção de textos: análise de uma experiência com estudantes de cursos técnicos de nível médio

Luana de Gusmão Silveira, Marizete Bortolanza Spessatto

Resumo


O presente artigo tem como objetivo refletir sobre as contribuições do gênero textual fanzine no processo de ensino-aprendizagem da leitura e da escrita. Descrevem-se os resultados de uma experiência desenvolvida com estudantes de cursos técnicos de nível médio de uma instituição da Rede de Educação Profissional, Científica e Tecnológica, localizada no Sul do país. As produções textuais em análise foram realizadas durante oficinas vinculadas à disciplina de Língua Portuguesa e Literatura e entrelaçadas à temática da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia de 2019. Além dos fanzines produzidos pelos alunos, apresenta-se a avaliação da experiência pelos próprios estudantes, por meio da análise de questionários com questões abertas e fechadas, aplicados aos participantes da proposta. Como base teórica, toma-se como referência as produções sobre leitura e escrita na escola e sobre os fanzines como recursos para assegurar o protagonismo dos estudantes. Os resultados apontam que esse gênero se caracteriza como uma ferramenta significativa na formação do sujeito leitor-escritor. Ainda, revelam a possibilidade de inserir a leitura e a escrita em contextos reais de comunicação, de modo a fazer sentido para os estudantes/leitores e produtores de textos, ao mesmo tempo em que efetiva, na escola, o tripé ensino, pesquisa e extensão.


Palavras-chave


Educação; Educação Básica; Ensino Médio

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2595-4377.109140

Direitos autorais 2021

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

ISSN 0103-6041
ISSN 2595-4377 (online)


Indexadores

Apoio e fomento