Perspectivas e limitações do trabalho com práticas corporais de aventura na escola: um relato de experiência

Ivan Livindo de Senna Corrêa

Resumo


Este relato objetiva refletir sobre a trajetória pedagógica do autor, suas perspectivas e obstáculos vividos no trabalho com práticas corporais de aventura na escola. Para realizar o trabalho, utilizaram-se os pressupostos metodológicos autobiográficos, em que o sujeito é ator e autor das experiências vividas. Como resultado, destaca-se o interesse do autor pelas práticas corporais de aventura, as possibilidades, os obstáculos e, como perspectivas finais, o trabalho aponta para publicações anteriores que apresentam metodologias para o ensino de arvorismo, tirolesa, rapel, parkour e slackline em todos os níveis de ensino da educação básica. 

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2595-4377.104143

Direitos autorais 2021

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

ISSN 0103-6041
ISSN 2595-4377 (online)


Indexadores

Apoio e fomento