Pensar a educação inclusiva no contexto da pesquisa na educação básica: reflexões sobre as ações implementadas pelo Centro Pedagógico da UFMG

Maria Carolina da Silva Caldeira, Elânia de Oliveira, Camila Camilozzi Alves Costa de Albuquerque Araújo

Resumo


Neste artigo apresentamos algumas reflexões sobre a educação inclusiva e as contribuições que a pesquisa na educação básica podem oferecer para ampliar as discussões nesse campo de estudos. O ponto de partida são as ações que o Centro Pedagógico da UFMG (CP/UFMG) vem desenvolvendo nos últimos anos. Para tanto, utilizou-se como metodologia a análise documental. Foram analisados diferentes documentos do CP, tais como a proposta de Projeto Política Pedagógico, os documentos relativos ao Atendimento Educacional Especializado e as propostas de formação inicial docente. Como referencial teórico, foram utilizados os estudos sobre inclusão escolar, particularmente as contribuições de Mantoan (2003, 1994) e Kafrouni e Souza (2001). Os resultados dão conta de que um esforço tem sido feito pela escola, o que pode ser percebido pelo envolvimento da comunidade escolar nos seminários e rodas de conversa, com o objetivo de definir as diretrizes internas para a inclusão no CP, o investimento de professores e TAEs (técnicos administrativos em educação) na pesquisa, com a criação de grupo de pesquisa com foco na diversidade e na inclusão, além de ações de formação para estudantes de graduação e comunidade interna.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2595-4377.103183

Direitos autorais 2021

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

ISSN 0103-6041
ISSN 2595-4377 (online)


Indexadores

Apoio e fomento