DETERMINATES DO DESEMPREGO NO BRASIL NO PERÍODO DE 1981 A 2005: uma análise enfatizando a qualificação do indivíduo em um contexto de maior abertura comercial

Jaqueline Severino Costa, Marina Silva Cunha

Resumo


O objetivo desse artigo é apontar os principais determinantes do desemprego no Brasil entre 1981 e 2005, com ênfase nos efeitos da educação (qualificação) e da abertura comercial, buscando verificar qual tese melhor se adequa à realidade brasileira: o modelo Heckscher-Ohlin-Samuelson (HOS) ou a Mudança Tecnológica com Viés para Qualificação. Foram utilizados os microdados das PNADs de 1981 a 2005. Para alcançar tal objetivo, utilizou-se o modelo probit, tendo como variável dependente a condição do indivíduo estar ou não desempregado. Os resultados da pesquisa sugerem que a qualificação do indivíduo é fator preponderante para determinar desemprego em um contexto de maior abertura comercial com adoção de novas tecnologias. Além disso, outras características individuais como idade, sexo, condição do domicílio, região geográfica e metropolitana também se mostraram fortes determinantes do desemprego. Os resultados ainda apontaram a importância do crescimento econômico para diminuir desemprego. Enfim, o modelo mais adequado para explicar os determinantes do desemprego no Brasil consiste na Mudança Tecnológica com Viés para Qualificação.

Palavras-chave


Desemprego; Abertura comercial; Qualificação

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2176-5456.8234



 
.........................................................................................................................................................................................................................

Indexadores


 PROPESQ  PROPESQ PROPESQ   PROPESQ      PERIÓDICOS UFRGS


 
.........................................................................................................................................................................................................................

Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Faculdade de Ciências Econômicas
Revista Análise Econômica
ISSN 0102-9924 / e-ISSN 2176-5456