POLÍTICA DE VALORIZAÇÃO DO SALÁRIO MÍNIMO E SUA RELAÇÃO COM O DESEMPREGO

Rafael Luis Comini Curi, Matheus Pereira Ribeiro, Cristiana Tristão Rodrigues

Resumo


Este estudo busca identificar o vínculo existente entre um aumento do salário
mínimo e a probabilidade de o indivíduo transitar de uma situação de empregado para
a condição de desempregado, bem como pretende fornecer subsídio à formulação de
políticas públicas. O período escolhido é de 2011 a 2015, após a nova lei de metodologia de reajuste do salário mínimo, e a análise de impacto realiza-se ano a ano, a partir
de dados da Pesquisa Mensal do Emprego (PME). Para tanto, utilizam-se os métodos
de propensity score matching e de diferença em diferenças. O grupo de tratamento
é formado por indivíduos que recebem entre o antigo e o novo salário mínimo. Os
indivíduos que recebem entre 1,5 e 2,5 vezes o novo salário mínimo, por sua vez, pertencem ao grupo de controle. Observa-se que, nas transições de 2011 para 2012 e de
2012 para 2013, o aumento do salário mínimo pode ter contribuído para o aumento da
probabilidade de um indivíduo estar desempregado. Tal fato não é observado para os
demais períodos analisados.


Palavras-chave


Salário Mínimo; Emprego; Experimento Natural; Políticas Públicas

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2176-5456.81718

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 
.........................................................................................................................................................................................................................

Indexadores


 PROPESQ  PROPESQ PROPESQ   PROPESQ      PERIÓDICOS UFRGS


 
.........................................................................................................................................................................................................................

Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Faculdade de Ciências Econômicas
Revista Análise Econômica
ISSN 0102-9924 / e-ISSN 2176-5456