ECONOMIA DA DEFESA: NOTAS PARA UMA PESQUISA INTEGRADA

Gustavo Inácio de Moraes, Cássia Heloísa Ternus, Guilherme Penha Pinto

Resumo


O presente artigo tem como objetivo delinear as opções de uma agenda de
pesquisa em economia da defesa. A importância do setor pode ser constatada pela
geração de empregos, impostos e renda, além da oferta de um bem público essencial,
qual seja a proteção contra potenciais ameaças aos recursos e às atividades desenvolvidas
nos contextos social e econômico brasileiros. O artigo, portanto, trabalha as articulações
possíveis de pesquisa no cenário prospectivo de um país que supera os dilemas
sociais e econômicos dos anos de intervenção militar na política nacional e reconhece
a importância e necessidade da atividade de defesa nacional à luz do seu potencial de
reprodução na sociedade. Sobretudo, destaca-se que não somente é possível articular
uma pesquisa microeconômica, estudando os setores, mas também uma pesquisa
macroeconômica, ambas fundamentais, convergindo para o cumprimento das funções
das atividades de defesa.


Palavras-chave


Economia da Defesa; Política Pública; Bens Públicos; Economia Brasileira

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2176-5456.77607

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 
.........................................................................................................................................................................................................................

Indexadores


 PROPESQ  PROPESQ PROPESQ   PROPESQ      PERIÓDICOS UFRGS


 
.........................................................................................................................................................................................................................

Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Faculdade de Ciências Econômicas
Revista Análise Econômica
ISSN 0102-9924 / e-ISSN 2176-5456