A GESTÃO DA POLÍTICA MONETÁRIA NO REGIME DE METAS DE INFLAÇÃO E NA NOVA MATRIZ ECONÔMICA

Thyago Americo Schio, Vinicius Hiroshi Sato, Marcos Minoru Hasegawa

Resumo


Este artigo investiga empiricamente a condução da política monetária por
parte do Banco Central do Brasil no regime de metas de inflação, considerando os períodos de vigência do tripé macroeconômico (2000-2011) e da nova matriz econômica
(2012-2014), identificando se existiram diferenças significativas na gestão da política
monetária. Para tanto, identificam-se, através de vetores autorregressivos, as respostas da política monetária a choques em variáveis macroeconômicas derivadas de um
modelo de Taylor modificado, contemplando o período do tripé macroeconômico e
da nova matriz econômica. Como resultado, constata-se que prevaleceram diferenças
significativas na gestão da política monetária entre os dois sistemas.


Palavras-chave


Política monetária; Taxas de juros; Regra de Taylor

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2176-5456.76868

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 
.........................................................................................................................................................................................................................

Indexadores


 PROPESQ  PROPESQ PROPESQ   PROPESQ      PERIÓDICOS UFRGS


 
.........................................................................................................................................................................................................................

Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Faculdade de Ciências Econômicas
Revista Análise Econômica
ISSN 0102-9924 / e-ISSN 2176-5456