DIFERENCIAL DE RENDA DO MIGRANTE DE RETORNO NORDESTINO POR SETOR DE TRABALHO

Cicero Francisco de Lima, Jair Andrade Araujo, Edward Martins Costa

Resumo


Este trabalho tem como objetivo analisar o efeito discriminação de
rendimentos do trabalho por sexo, cor e situação de domicílio entre os migrantes de
retorno nordestino. A análise considera quatro setores de atividade na região Nordeste:
setor formal privado, informal privado, público e autônomo informal. Para se realizar
a análise do diferencial de rendimentos, utiliza-se o método não paramétrico de
Ñopo (2008). Como resultado, o modelo aponta discriminação de rendimentos por
sexo em relação às mulheres em todos os setores, exceto no setor público. Ademais,
os resultados referentes aos retornados por situação de domicílios são similares ao
pareamento por sexo. Em relação à decomposição de rendimento por cor, o efeito
discriminação apresenta-se negativo no mercado de trabalho agregado e no setor
informal privado.


Palavras-chave


Migração de retorno; Mercado de trabalho; Diferencial de rendimento

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2176-5456.73627

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 
.........................................................................................................................................................................................................................

Indexadores


 PROPESQ  PROPESQ PROPESQ   PROPESQ      PERIÓDICOS UFRGS


 
.........................................................................................................................................................................................................................

Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Faculdade de Ciências Econômicas
Revista Análise Econômica
ISSN 0102-9924 / e-ISSN 2176-5456