A POLÍTICA FISCAL EXPANSIONISTA QUE CONTRAI!

Celso José Costa Júnior, Amanda Miranda Fantinatti, Vladimir Kuhl Teles

Resumo


No presente trabalho, analisamos a desoneração do imposto sobre o consumo de bens duráveis com o objetivo de fornecer contribuições em duas direções: a) estimar e calibrar um modelo dynamic stochastic general equilibrium (DSGE) de pequena escala que incorpore esse aspecto; e b) analisar o impacto específico dessa política nas principais variáveis macroeconômicas à luz do modelo. Os resultados sugerem que a redução da alíquota do imposto sobre produtos industrializados (IPI) sobre bens duráveis não foi a política mais adequada para estimular a atividade econômica, pois contrai em vez de expandir o produto total. Melhor seria uma redução da alíquota do imposto indireto para toda a economia.

Palavras-chave


Política fiscal; Políticas anticíclicas; Desonerações tributárias; Bens duráveis; Modelos DSGE

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2176-5456.68404



 
.........................................................................................................................................................................................................................

Indexadores


 PROPESQ  PROPESQ PROPESQ   PROPESQ      PERIÓDICOS UFRGS


 
.........................................................................................................................................................................................................................

Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Faculdade de Ciências Econômicas
Revista Análise Econômica
ISSN 0102-9924 / e-ISSN 2176-5456