A POLÍTICA DE QUANTITATIVE EASING ADOTADA PELO FED ALTERA A VOLATILIDADE DOS ATIVOS NO BRASIL?

Helberte João França Almeida, Adilson Giovanini, Kleverton Clovis de Oliveira Saath, Milton Biage

Resumo


A crise financeira de 2008 resultou em um quadro de taxas de juros de curto prazo próximas de zero e levou vários países a adotarem políticas monetárias não convencionais com a finalidade de estabilizar o sistema financeiro e sustentar o nível da atividade econômica. Embora o objetivo do programa de compra de títulos, denominado como quantitative easing (QE), iniciado pelo Federal Reserve (Banco Central dos Estados Unidos), fosse estimular a atividade econômica interna, seu efeito externalidade foi sentido pelos países emergentes que observaram uma elevação no fluxo de capital externo, um aumento na procura por ativos e uma apreciação da moeda nacional. Dado este contexto, o presente estudo avalia se o QE afetou a volatilidade do índice Ibovespa, do câmbio, do riscopaís, da taxa de juros dos Estados Unidos e do índice de renda fixa. Para tanto, utiliza-se de técnicas de estudos de eventos e modelos autorregressivos e generalizados autorregressivos heteroscedásticos para verificar o comportamento das variáveis consideradas. Os resultados encontrados indicam que o QE alterou a volatilidade dos ativos em alguns períodos analisados e seu início/fim modificou os retornos dos ativos.

Palavras-chave


Quantitative easing; Volatilidade; Ativos financeiros

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2176-5456.54410



 
.........................................................................................................................................................................................................................

Indexadores


 PROPESQ  PROPESQ PROPESQ   PROPESQ      PERIÓDICOS UFRGS


 
.........................................................................................................................................................................................................................

Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Faculdade de Ciências Econômicas
Revista Análise Econômica
ISSN 0102-9924 / e-ISSN 2176-5456