O SISTEMA NACIONAL DE FOMENTO: FORMATO ATUAL E PROPOSTAS DE REFORMA

André Moreira Cunha, Daniela Magalhães Prates, Carlos Eduardo Ferreira de Carvalho

Resumo


O presente trabalho mostra a evolução e o desempenho dos bancos públicos e cooperativos, agregados em um conjunto heterogêneo denominado de sistema nacional de fomento (SNF). Argumenta-se que, a despeito das políticas implementadas no final dos anos 1990 e começo dos anos 2000, e que visavam à redução da presença do Estado na intermediação financeira, o SNF ainda tem um peso relevante no sistema financeiro brasileiro como um todo. Ademais, sugere-se que o SNF apresenta sinais de retomada de vitalidade após a crise financeira global de 2007-2008 e do subsequente ambiente da grande recessão. Por fim, são elencadas algumas reformas institucionais que poderiam fortalecer o SNF no que se refere à sua capacidade de contribuir para a consolidação de uma trajetória sustentável de desenvolvimento.


Palavras-chave


Bancos públicos; Sistema financeiro; Desenvolvimento; Brasil

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2176-5456.44484



 
.........................................................................................................................................................................................................................

Indexadores


 PROPESQ  PROPESQ PROPESQ   PROPESQ      PERIÓDICOS UFRGS


 
.........................................................................................................................................................................................................................

Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Faculdade de Ciências Econômicas
Revista Análise Econômica
ISSN 0102-9924 / e-ISSN 2176-5456