FATORES INTERNOS COMO DETERMINANTES DA COMPETITIVIDADE NO COMÉRCIO INTERNACIONAL: UM ENFOQUE GRAVITACIONAL

Josiane Souza de Paula, Orlando Monteiro da Silva

Resumo


A consideração de fatores internos, além das variáveis de fronteira, tem relevância crescente nos estudos acerca do comércio internacional. Diante disso, propõe-se neste estudo uma definição ampliada do conceito de facilitação de comércio que permite avaliar a contribuição de indicadores de competitividade internos das nações sobre os fluxos de comércio internacional. Assim, os objetivos deste estudo são identificar e analisar os efeitos de indicadores de competitividade relativa dos países sobre os fluxos comerciais bilaterais. Os indicadores considerados são: desempenho econômico, eficiência dos governos, eficiência dos negócios e infraestrutura das diferentes nações. Estimam-se equações de gravidade com dados de comércio de 59 países, no período de 1997 a 2011. De maneira geral, os resultados são robustos; em particular, demonstram que o nível de eficiência nos negócios indica maior impacto no comércio, em comparação com os demais indicadores.

Palavras-chave


Comércio internacional; Indicadores de competitividade; Modelo gravitacional

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2176-5456.39299



 
.........................................................................................................................................................................................................................

Indexadores


 PROPESQ  PROPESQ PROPESQ   PROPESQ      PERIÓDICOS UFRGS


 
.........................................................................................................................................................................................................................

Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Faculdade de Ciências Econômicas
Revista Análise Econômica
ISSN 0102-9924 / e-ISSN 2176-5456