INFLUÊNCIA DA TAXA DE CÂMBIO E DA RENDA MUNDIAL NAS EXPORTAÇÕES DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO

Edson Zambon Monte

Resumo


Este trabalho objetiva estimar os impactos de choques na taxa de câmbio e na renda mundial sobre as exportações do Espírito Santo, utilizando a metodologia VAR/VECM. Os resultados demonstraram que: a) as variáveis são cointegradas, sendo que na equação de longo prazo a renda mundial afetou significantemente as exportações, enquanto a taxa de câmbio apresentou sinal negativo e foi não significativa; b) as estimativas de curto prazo do vetor de cointegração revelaram que, para a variável exportações, os desequilíbrios de curto prazo são corrigidos de forma relativamente rápida, o que não acontece para as variáveis taxa de câmbio e renda mundial; c) nas funções impulso-reposta verificou-se que um choque na taxa de câmbio tem efeitos negativos sobre as exportações em quase todos os períodos após o choque, contrário a teoria econômica, e a renda mundial afeta positivamente as exportações; e, d) a análise de decomposição da variância demonstrou que a renda mundial é relativamente mais importante que a taxa de câmbio na explicação da variância do erro de previsão das exportações.


Palavras-chave


Exportações; VAR/VECM; Espírito Santo.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2176-5456.31840



 
.........................................................................................................................................................................................................................

Indexadores


 PROPESQ  PROPESQ PROPESQ   PROPESQ      PERIÓDICOS UFRGS


 
.........................................................................................................................................................................................................................

Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Faculdade de Ciências Econômicas
Revista Análise Econômica
ISSN 0102-9924 / e-ISSN 2176-5456