DA CRISE FINANCEIRA À CRISE DA DÍVIDA SOBERANA: UM DEBATE SOBRE A POLÍTICA FISCAL

Celso Pereira Neris Junior, Mário Augusto Bertella

Resumo


A crise financeira de 2007 trouxe à tona a discussão sobre a política fiscal. Esta foi empregada como forma dos governos atenuar os impactos econômicos e sociais potenciais da crise, uma vez que apenas o expediente monetário não daria conta do processo. Historicamente, crises bancárias engendram aumentos das dívidas públicas, não somente pelas operações de socorro, mas também pelas políticas de gasto primário dos governos e/ou, como na crise recente, pela compra de ativos financeiros “tóxicos”. A discricionariedade da política fiscal é colocada em discussão, uma vez que, sendo ela imprescindível, requerem-se ações coordenadas e bem articuladas para que os países consigam mitigar suas respectivas crises atuais e futuras.

Palavras-chave


Crise financeira; Crise da dívida; Política fiscal

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2176-5456.26876



 
.........................................................................................................................................................................................................................

Indexadores


 PROPESQ  PROPESQ PROPESQ   PROPESQ      PERIÓDICOS UFRGS


 
.........................................................................................................................................................................................................................

Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Faculdade de Ciências Econômicas
Revista Análise Econômica
ISSN 0102-9924 / e-ISSN 2176-5456