OS DETERMINANTES REGIONAIS DA ATRAÇÃO DO MIGRANTE QUALIFICADO

Juliana Gonçalves Taveira, Eduardo Simões de Almeida

Resumo


A mobilidade de trabalhadores, em especial dos qualificados, se destaca na literatura como uma das principais formas de difusão de conhecimento. Sendo assim, a partir de um painel balanceado composto por 5015 municípios e abrangendo os anos de 2001 e 2007, o presente estudo visa avaliar as características das cidades que mais atraem o migrante qualificado. Constata-se que o modelo sem controle espacial fornece estimativas viesadas, enfatizando, assim, a importância do controle da dependência espacial e das características regionais não observadas na estimação do modelo. Ao controlar para dependência espacial, observa-se uma preferência dos migrantes qualificados por cidades com renda esperada, população, PIB per capita e grau de industrialização elevadas. Além disso, preferem tanto cidades com menor criminalidade e tráfego, quanto cidades que oferecem melhor transporte público. Os principais resultados revelam a relevância das características regionais dos vizinhos para explicar os fluxos migratórios de pessoas qualificadas.


Palavras-chave


Migração de qualificados. Efeitos não observados. Dependência espacial.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2176-5456.23015



 
.........................................................................................................................................................................................................................

Indexadores


 PROPESQ  PROPESQ PROPESQ   PROPESQ      PERIÓDICOS UFRGS


 
.........................................................................................................................................................................................................................

Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Faculdade de Ciências Econômicas
Revista Análise Econômica
ISSN 0102-9924 / e-ISSN 2176-5456