ACÚMULO DE RESERVAS INTERNACIONAIS E FLUXO DE CAPITAL ESTRANGEIRO

Wilfredo Leiva Maldonado, Washington Martins da Silva

Resumo


Observações empíricas revelam a dependência inversa entre o risco país e a taxa de acúmulo de reservas internacionais no Brasil. A partir disto, este trabalho propõe um modelo teórico para explicar a relação entre o acúmulo de reservas internacionais e o fluxo de capital estrangeiro no país. Simulações numéricas com esse modelo mostram esse fato estilizado. Finalmente, fazemos o ajuste não linear entre o fluxo de capital estrangeiro e a taxa de perda de reservas internacionais para vários períodos no intervalo janeiro de 1995 a dezembro de 2010. Os resultados mostram que uma política parcimoniosa de acúmulo de reservas internacionais é uma estratégia eficiente para captação de recursos e, portanto de proteção contra flutuações externas.

Palavras-chave


Reservas internacionais; Fluxo de Capital Estrangeiro; Modelos com possibilidade de inadimplência

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2176-5456.20580



 
.........................................................................................................................................................................................................................

Indexadores


 PROPESQ  PROPESQ PROPESQ   PROPESQ      PERIÓDICOS UFRGS


 
.........................................................................................................................................................................................................................

Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Faculdade de Ciências Econômicas
Revista Análise Econômica
ISSN 0102-9924 / e-ISSN 2176-5456