MOEDA, LIQUIDEZ E POUPANÇA FORÇADA NA ECONOMIA CLÁSSICA

Sérgio Fornazier Meyrelles Filho, Rogério Arthmar

Resumo


O artigo examina a concepção clássica sobre a moeda no contexto de conversibilidade do meio circulante. Para isso, inicia com uma revisão do modelo básico de determinação da oferta monetária ótima para os economistas clássicos, ressaltando a idéia de neutralidade da moeda e o processo de ajustamento dos mercados às variações no suprimento de metais preciosos, no curto e no longo prazo. A seguir, é realizada breve incursão nos debates monetários do século dezenove na Inglaterra, explicitando os principais pontos de divergência entre as correntes de pensamento em confronto no que respeita à funcionalidade do padrão-ouro. Nos itens finais, são analisadas as diferentes instâncias de violação do princípio clássico de moeda neutra, particularmente a demanda por liquidez e a doutrina da poupança forçada.

Palavras-chave


Moeda; Liquidez; Poupança forçada

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2176-5456.13283



 
.........................................................................................................................................................................................................................

Indexadores


 PROPESQ  PROPESQ PROPESQ   PROPESQ      PERIÓDICOS UFRGS


 
.........................................................................................................................................................................................................................

Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Faculdade de Ciências Econômicas
Revista Análise Econômica
ISSN 0102-9924 / e-ISSN 2176-5456