ESTIMAÇÃO DA ESTRUTURA A TERMO DA CURVA DE JUROS NO BRASIL ATRAVÉS DE MODELOS PARAMÉTRICOS E NÃO PARAMÉTRICOS

João Frois Caldeira

Resumo


O presente trabalho compara os principais métodos de interpolação e ajuste da estrutura a termo da curva de juros e apresenta os principais conceitos relativos ás curvas de juros, que são de grande importância tanto para formuladores de políticas quanto para participantes do mercado em geral, principalmente aqueles que atuam diretamente na gestão de carteiras de títulos de renda fixa. Os resultados encontrados mostram a superioridade dos modelos baseados em splines, modelos não paramétricos, em relação aos modelos paramétricos no que diz respeito ao ajuste da curva de juros. Por outro lado, a interpretação econômica dos fatores que compõe os modelos paramétricos e seu bom desempenho para fazer previsões da curva de juros faz com que recebam muita atencão tanto de pesquisadores quanto de participantes do mercado em geral nos últimos anos.


Palavras-chave


Curva de juros; Taxas à vista; Taxas forward; Modelos paramétricos; Modelos não paramétricos

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2176-5456.13198



 
.........................................................................................................................................................................................................................

Indexadores


 PROPESQ  PROPESQ PROPESQ   PROPESQ      PERIÓDICOS UFRGS


 
.........................................................................................................................................................................................................................

Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Faculdade de Ciências Econômicas
Revista Análise Econômica
ISSN 0102-9924 / e-ISSN 2176-5456