UMA INVESTIGAÇÃO EMPÍRICA SOBRE OS DETERMINANTES DAS EXPORTAÇÕES CHINESAS (1985-2005)

Clésio Lourenço Xavier, Samantha Ferreira e Cunha, Flávio Vilela Vieira

Resumo


O presente estudo investigou a relação entre o IDE e as mudanças verificadas na pauta de exportações chinesa em direção aos setores de alta intensidade tecnológica. Estimou-se um modelo dos determinantes das exportações chinesas, considerando os efeitos diferenciados entre o IDE e os setores de exportação classificados segundo a intensidade tecnológica, através da análise de regressão de séries temporais e da estimação do modelo VAR com a análise de decomposição de variância. Os principais resultados mostraram que o “IDE” teve efeitos diferenciados entre os setores de exportação, sendo que sua importância é maior nos setores com maior conteúdo tecnológico. Além disso, outras variáveis explicativas utilizadas na estimação apresentaram resultados tão importantes quanto o “IDE”, com destaque para a taxa de investimento da economia, o que é consoante com o desempenho econômico da China que apresenta uma taxa de crescimento média de 10% ao ano a mais de duas décadas.

 


Palavras-chave


China; Comércio exterior; Investimento direto estrangeiro; Tecnologia

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2176-5456.12690



 
.........................................................................................................................................................................................................................

Indexadores


 PROPESQ  PROPESQ PROPESQ   PROPESQ      PERIÓDICOS UFRGS


 
.........................................................................................................................................................................................................................

Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Faculdade de Ciências Econômicas
Revista Análise Econômica
ISSN 0102-9924 / e-ISSN 2176-5456