MOEDA, CICLO E INCERTEZA FUNDAMENTAL EM HAYEK

André Roncaglia de Carvalho, Eduardo Angeli

Resumo


O objetivo do artigo é investigar de que maneira a teoria monetária e dos ciclos de F. A. Hayek deixa implícita a admissão, por este autor, da existência do tipo de incerteza classificado como fundamental. Para isso é feita uma breve exposição das variedades de incerteza segundo classificação de Dequech em alguns de seus trabalhos. Em seguida, passa-se à exposição da visão hayekiana acerca do papel central da moeda e do crédito na determinação do ciclo econômico, da existência do mecanismo da poupança forçada e a real possibilidade de falsificação da taxa de juros e de que o sistema econômico atue fora do equilíbrio. A partir daí se abre o caminho para que o sistema de preços não forneça as informações necessárias à correta formação de expectativas e à tomada de decisão por parte dos agentes, característica central da incerteza fundamental.

Palavras-chave


F. A. Hayek; Incerteza; Ciclos Econômicos

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2176-5456.12409



 
.........................................................................................................................................................................................................................

Indexadores


 PROPESQ  PROPESQ PROPESQ   PROPESQ      PERIÓDICOS UFRGS


 
.........................................................................................................................................................................................................................

Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Faculdade de Ciências Econômicas
Revista Análise Econômica
ISSN 0102-9924 / e-ISSN 2176-5456