INVESTIMENTO DIRETO ESTRANGEIRO E IMPLICAÇÕES MACROECONÔMICAS NO BRASIL

Antônio José Lima Jr, Frederico Jayme Jr

Resumo


Ao longo da década de 1990, uma das transformações mais visíveis ocorridas na economia brasileira foram os influxos de investimento direto estrangeiro (IDE) que apresentaram um crescimento sem precedentes, ao menos em valores absolutos. Nesse sentido, o propósito central deste estudo é analisar o desempenho do IDE, retratando o montante e o perfil desse tipo de investimento na economia brasileira e sua contribuição ao balanço de pagamentos e ao crescimento da economia. Os resultados obtidos apontam que a concentração dos investimentos externos no país foi através de fusões e aquisições, seja por meio da privatização dos serviços públicos ou através da venda de empresas privadas locais. Além disso, também se observou, ao longo do período, uma crescente participação do setor de serviços como principal setor de atração ao capital estrangeiro.

Palavras-chave


Investimento direto estrangeiro. Brasil.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2176-5456.10896



 
.........................................................................................................................................................................................................................

Indexadores


 PROPESQ  PROPESQ PROPESQ   PROPESQ      PERIÓDICOS UFRGS


 
.........................................................................................................................................................................................................................

Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Faculdade de Ciências Econômicas
Revista Análise Econômica
ISSN 0102-9924 / e-ISSN 2176-5456