O PROBLEMA DE RISCO MORAL NO MERCADO BRASILEIRO DE ASSISTÊNCIA MÉDICA SUPLEMENTAR

Luciana Pinto de Andrade, Sabino da Silva Porto Júnior

Resumo


A assistência médica suplementar no Brasil teve uma forte expansão nos últimos dez anos e hoje atende a mais de 25% da população. Recentemente este setor foi alvo de importantes modificações no que diz respeito a sua regulamentação. O estudo das relações que existem entre os agentes que fazem parte deste mercado e as falhas de informação que surgem nestas relações é fundamental para se compreender o funcionamento da assistência médica suplementar neste ambiente. O objetivo deste trabalho é identificar como o problema de risco moral tem afetado o funcionamento do mercado brasileiro de assistência médica suplementar, antes e após o processo de regulamentação vivenciado pelo setor, destacando o comportamento das operadoras e seguradoras e a sua influência para os consumidores. A partir do estudo realizado, a principal constatação foi a de que as operadoras de planos e seguros de saúde estão utilizando diversos mecanismos de compartilhamento de risco, buscando inibir a sobreutilização dos serviços prestados, mesmo que isto acabe onerando os consumidores.

Palavras-chave


Assistência médica suplementar. Moral Hazard. Planos e seguros de saúde.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2176-5456.10789



 
.........................................................................................................................................................................................................................

Indexadores


 PROPESQ  PROPESQ PROPESQ   PROPESQ      PERIÓDICOS UFRGS


 
.........................................................................................................................................................................................................................

Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Faculdade de Ciências Econômicas
Revista Análise Econômica
ISSN 0102-9924 / e-ISSN 2176-5456