EFEITOS DO CAPITAL SOCIAL E DO CAPITAL POLÍTICO NO DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO: SIMULAÇÕES PARA PAÍSES E ESTADOS BRASILEIROS

Ronaldo A. Arraes, Ricardo Candéa S. Barreto, Vladimir Kühl Teles

Resumo


O objetivo deste trabalho é analisar e verificar empiricamente
os efeitos do capital político e do capital social na elevação do nível de PIB per capita e na promoção do desenvolvimento. Neste tocante, apesar da extrema relevância de contribuição das variáveis macroeconômicas tradicionais, como tecnologia, capitais físico e humano, variáveis fiscais e monetárias, buscar-se-á também verificar a influência que as variáveis institucionais tiveram sobre estas. A hipótese que dá sustentação aos testes realizados é a de que capital social e variáveis institucionais como qualidade da burocracia, aplicação da lei; corrupção; liberdades civis; risco de conflito externo; etc. poderiam ter traçado outras trajetórias no processo de crescimento e desenvolvimento econômico. Nesse sentido, duas análises empíricas foram conduzidas: uma relaciona países, e a outra os estados brasileiros. Comprovou-se que há efeitos elásticos do capital social e do capital político sobre o processo de desenvolvimento/crescimento econômico.

Palavras-chave


Capital Social. Capital Político. Desenvolvimento Econômico.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2176-5456.10787



 
.........................................................................................................................................................................................................................

Indexadores


 PROPESQ  PROPESQ PROPESQ   PROPESQ      PERIÓDICOS UFRGS


 
.........................................................................................................................................................................................................................

Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Faculdade de Ciências Econômicas
Revista Análise Econômica
ISSN 0102-9924 / e-ISSN 2176-5456