REFORMAS NA ARQUITETURA FINANCEIRA INTERNACIONAL: NOVIDADES NO FRONT?

André Moreira Cunha

Resumo


A instabilidade nos mercados financeiros internacionais determinou a emergência de novas frentes no debate sobre arquitetura financeira internacional. Uma destas frentes é problema da reestruturação de dividas soberanas. Há, pelo menos, duas perspectivas distintas: a visão market-oriented enfatiza a manutenção da autonomia dos contratos entre os participantes dos mercados, com ou sem inovações contratuais; a visão oficial envolve a criação de novas instituições, em uma abordagem mais institucionalizada. Este trabalho analisa o debate corrente em torno da reestruturação de dívidas soberanas.

Palavras-chave


Reestruturação de dívidas soberanas. Crises financeiras. Arquitetura do sistema financeiro internacional.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2176-5456.10779



 
.........................................................................................................................................................................................................................

Indexadores


 PROPESQ  PROPESQ PROPESQ   PROPESQ      PERIÓDICOS UFRGS


 
.........................................................................................................................................................................................................................

Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Faculdade de Ciências Econômicas
Revista Análise Econômica
ISSN 0102-9924 / e-ISSN 2176-5456