REFLEXÕES SOBRE O FINANCIAMENTO NA ECONOMIA BRASILEIRA

Fernando Nogueira da Costa, Simone Silva de Deos

Resumo


O presente ensaio tem como objetivo recuperar aspectos característicos da história do financiamento na economia brasileira, partindo da etapa colonial e chegando aos dias atuais. Apontamos a existência de cinco ciclos de financiamento correspondentes à vigência de determinados marcos institucionais no que diz respeito à questão financeira.
Tais ciclos estão estreitamente relacionados às ondas de liquidez internacional. Os períodos de fácil endividamento externo são sistematicamente seguidos de etapas de ajustamento e recessão, quando se torna necessário forjar soluções "domésticas" - substitutos da moeda internacional, inovações financeiras etc. - para atender à demanda de financiamento. Do nosso ponto de vista, a abertura financeira, que subordina a economia brasileira às vicissitudes do mercado externo, tem relação direta com a instabilidade e o (sub)desenvolvimento financeiro da nossa economia.

Palavras-chave


História financeira. Economia monetária. Financiamento.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2176-5456.10689



 
.........................................................................................................................................................................................................................

Indexadores


 PROPESQ  PROPESQ PROPESQ   PROPESQ      PERIÓDICOS UFRGS


 
.........................................................................................................................................................................................................................

Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Faculdade de Ciências Econômicas
Revista Análise Econômica
ISSN 0102-9924 / e-ISSN 2176-5456