PREFERÊNCIA PELA LIQUIDEZ E ESCOLHA DE PORTFOLIO ESTABELECENDO OS MICRO FUNDAMENTOS E NÃO-NEUTRALIDADE DA MOEDA NO LONGO PRAZO

José Luis Oreiro

Resumo


Neste artigo apresentamos um modelo formal de escolha de portfólio baseado no capítulo 17 da Teoria Geral de Keynes, com o objetivo de demonstrar que a política monetária pode ser não-neutra no longo-prazo caso os indivíduos valorizem a posse de ativos líquidos em seus portfólios. Nesse contexto, se as autoridades monetárias realizarem operações de open-market com o objetivo de aumentar o estoque de ativos líquidos existentes na economia; irá ocorrer um aumento do preço spot dos ativos de capital. Na medida em que a decisão de investimento das firmas é tomada com base na comparação entre o preço spot e o preço forward dos ativos em consideração, tal aumento irá induzi-las a investir mais e, conseqüentemente, irá aumentar o estoque de capital de equilíbrio de longo prazo da economia em consideração.

Palavras-chave


Preferência pela liquidez. Incerteza. Política monetária.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2176-5456.10642



 
.........................................................................................................................................................................................................................

Indexadores


 PROPESQ  PROPESQ PROPESQ   PROPESQ      PERIÓDICOS UFRGS


 
.........................................................................................................................................................................................................................

Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Faculdade de Ciências Econômicas
Revista Análise Econômica
ISSN 0102-9924 / e-ISSN 2176-5456