COMPORTAMENTO DOS BANCOS, POSTURAS FINANCEIRAS E OFERTA DE CRÉDITO: DE KEYNES A MINSKY

Luiz Fernando Rodrigues de Paula

Resumo


Neste artigo, analisa-se o comportamento dos bancos e seus efeitos sobre a oferta de crédito e a dinâmica monetária de uma economia capitalista, a partir das abordagens de Keynes e Minsky. Procura-se mostrar que as visões esses autores são complementares, mas correspondem a momentos históricos distintos da evolução do sistema bancário. Ademais, sugere-se que a contribuição de Keynes e Minsky fornece as bases para a realização de uma teoria da firma bancária que seja alternativa à visão neoclássica da atividade bancária, tratando os bancos como entidades dinâmicas, cujo comportamento afeta as condições de liquidez e de financiamento da economia e, conseqüentemente, as decisões de gastos dos agentes, tendo um papel crucial na determinação do nível de atividade econômica.

Palavras-chave


Bancos. Preferência pela liquidez. Oferta de crédito.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2176-5456.10556



 
.........................................................................................................................................................................................................................

Indexadores


 PROPESQ  PROPESQ PROPESQ   PROPESQ      PERIÓDICOS UFRGS


 
.........................................................................................................................................................................................................................

Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Faculdade de Ciências Econômicas
Revista Análise Econômica
ISSN 0102-9924 / e-ISSN 2176-5456