HIPERINFLAÇÃO E A FORMA FUNCIONAL DA EQUAÇÃO DE DEMANDA DE MOEDA

Fernando de Holanda Barbosa

Resumo


Este artigo demonstra, no contexto de um modelo de hiperinflação bastante usado na literatura, originado no trabalho de Cagan, e que contém (a) uma demanda por moeda, (b) uma condição de monetização do déficit e (c) uma equação de formação de expectativas, que não somente esta última - expectativas racionais ou adaptadas - é crucial para a estabilidade dos equilíbrios, mas, que, também, a especificação da forma da demanda por moeda, dado o tipo das expectativas, pode alterar as propriedades dos equilíbrios. Com expectativas racionais, a hiperinflação pode ser gerada por uma demanda por moeda elástica em relação à taxa de inflação. Com expectativas adaptadas, nada pode ser dito a priori sobre a estabilidade do (s) equilíbrio (s), pois, em geral, ela depende da forma da função da demanda.

Palavras-chave


Hiperinflação. Modelo de Cagan. Expectativas racionais e adaptadas.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2176-5456.10479



 
.........................................................................................................................................................................................................................

Indexadores


 PROPESQ  PROPESQ PROPESQ   PROPESQ      PERIÓDICOS UFRGS


 
.........................................................................................................................................................................................................................

Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Faculdade de Ciências Econômicas
Revista Análise Econômica
ISSN 0102-9924 / e-ISSN 2176-5456