MOEDA E CRÉDITO NA ECONOMIA BRASILEIRA: UM MODELO COM VETORES DE CORREÇÃO DE ERROS

Rolando M. Guzmán

Resumo


Este artigo investiga a relação entre a moeda, o crédito e o produto agregado, à luz da experiência brasileira no período 1980/1989. Um elemento essencial do estudo é a estimação de um modelo com Vetores de Correção de Erros (VEC), o que permite a identificação das relações entre as variáveis no curto e no longo prazo, ao contrário das metodologias convencionais que analisam exclusivamente as relações no curto prazo. O texto inicia com um estudo das propriedades estocásticas das diferentes séries, prestando atenção particular às suas ordens de integração. Posteriormente, o modelo é estimado através do método de máxima verossimilhança proposto por Johansen (1989) e Johansen & Juselius (1990) Finalmente, a estimativa é utilizada para analisar o padrão temporal de impulsos e respostas entre as variáveis Um resultado relevante é o de que as flutuações do produto têm sido causadas predominantemente por choques monetários, com os choques de caráter creditício tendo uma importância menor.

Palavras-chave


Moeda. Crédito. Brasil.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2176-5456.10426



 
.........................................................................................................................................................................................................................

Indexadores


 PROPESQ  PROPESQ PROPESQ   PROPESQ      PERIÓDICOS UFRGS


 
.........................................................................................................................................................................................................................

Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Faculdade de Ciências Econômicas
Revista Análise Econômica
ISSN 0102-9924 / e-ISSN 2176-5456