POLARIZAÇÃO E DESPOLARIZAÇÃO INDUSTRIAL NO BRASIL E NO RIO GRANDE DO SUL

Nali de Jesus de Souza

Resumo


Este trabalho tem como objetivo examinar a hipótese da reversão da polarização industrial no Brasil, desde o início da década de setenta. Usando o produto interno bruto industrial, gerado nas diferentes regiões do País, incluindo os principais centros urbanos, constata-se a concentração industrial em São Paulo até 1968, quando atinge o máximo, para declinar até o presente. A despolarização ocorre igualmente no RS. A perda líquida de indústrias de Porto Alegre para a Região Metropolitana e para o interior do Estado ocorre desde o início dos anos setenta. Conclui-se que a despolarização é um fenômeno natural do mercado, mas os incentivos fiscais concedidos na periferia aceleram esse processo, tornando-o precoce, como parece ser o caso do RS.

Palavras-chave


Polarização. Despolarização. Indústria. Brasil. Rio Grande do Sul.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2176-5456.10357



 
.........................................................................................................................................................................................................................

Indexadores


 PROPESQ  PROPESQ PROPESQ   PROPESQ      PERIÓDICOS UFRGS


 
.........................................................................................................................................................................................................................

Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Faculdade de Ciências Econômicas
Revista Análise Econômica
ISSN 0102-9924 / e-ISSN 2176-5456