“O RUGIDO DAS RUAS” EM 15 DE MARÇO DE 2015, NO BRASIL: ACONTECIMENTO, DISCURSO E MEMÓRIA.

Maria do Socorro Aguiar de Oliveira Cavalcante, Fabiano Duarte Machado

Resumo


Este trabalho tem por objetivo refletir sobre o funcionamento da memória na disputa dos sentidos engendrados em protestos que irrompem, no Brasil, no dia 15 de março de 2015, contra o governo da presidente Dilma Roussef. Segundo Courtine (1981, p. 48), “Toda produção discursiva faz circular formulações anteriores, [...] que ela repete, transforma, denega... Isto é: em relação às quais produz efeitos de memória.” Assim, pela via da Análise do Discurso, ancorada no Materialismo Histórico Dialético e a partir das categorias Condições de Produção e Memória discursiva analisamos o funcionamento de materialidades discursivas produzidas pela imprensa e por participantes envolvidos no ‘acontecimento’ de 15 de março.


Texto completo:

PDF


 

 

INDEXADORES

 

Flag Counter