UM ESTUDO EXPLORATÓRIO DA TENDÊNCIA “ANTIOBESIDADE” ENTRE PROFESSORES E ESTUDANTES DE EDUCAÇÃO FÍSICA ITALIANOS

Erica Gobbi, Márcia Greguol, Bruna Barboza Seron, Attilio Carraro

Resumo


O objetivo desta pesquisa foi analisar as atitudes implícitas e explícitas sobre a obesidade em professores e estudantes de Educação Física. Dezoito professores e 45 estudantes preencheram quatro questionários: o Teste de Associação Implícita (IAT), que avalia por meio de categorizações os estereótipos e as associações cognitivas espontâneas; o questionário de Crandall para a avaliação do preconceito explícito sobre a obesidade; a Escala sobre a Orientação à Dominância Social (SDO); e o Questionário de Autodescrição Física - versão curta (PSDQ-s). Ambos os grupos reportaram preconceito significativo (p < 0,05), evidenciado pelos valores médios registrados pelo IAT. Os professores relataram valores significativamente maiores no preconceito implícito e valores mais baixos na SDO comparados aos estudantes. A Orientação à Dominância Social mostrou-se uma variável chave na presença do preconceito. Este estudo pode ser um ponto de partida para futuras pesquisas focadas na redução do preconceito por meio de protocolos de intervenção específicos.

 


Palavras-chave


Obesidade. Preconceito. Protocolos. Imagem corporal.

Texto completo:

PDF-POR


 


Movimento
Escola de Educação Física, Fisioterapia e Dança | Universidade Federal do Rio Grande do Sul | UFRGS
Endereço: Rua Felizardo, 750, Jardim Botânico, Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil, CEP 90690-200
Telefone: 51 33085882 | Fax: 51 33085811
E-mail: movimento@ufrgs.br
 

Bases de Dados Indexadoras

 

                                      

 

Apoio