FORMAÇÃO E INTERVENÇÃO PROFISSIONAL EM SAÚDE PÚBLICA: PERCEPÇÕES DE PROFISSIONAIS DE EDUCAÇÃO FÍSICA

Ricardo Lira de Rezende Neves, Luis Otávio Teles Assumpção

Resumo


Neste artigo buscamos analisar as percepções de profissionais de Educação Física sobre os processos de formação e seus reflexos na atuação em serviços da Saúde Pública em Goiânia/GO. Realizamos entrevistas com nove trabalhadores de quatro instituições da Secretaria Municipal de Saúde desta cidade. O material coletado foi analisado a partir da técnica de Análise de Conteúdo, com apoio do software Webqda. O rigor empregado na sistematização dos dados se deu pelo uso da técnica de saturação teórica e empírica. Os resultados apontaram que os profissionais veem a formação inicial: tradicional e tecnicista; mais centrada no campo da iniciação esportiva, atividade física, exercícios físicos, escola/didática e da academia de ginástica; e pouco focada nas necessidades dos serviços públicos de saúde, gerando fragilidade nesta dimensão da intervenção profissional.

 


Palavras-chave


Educação Física. Formação profissional. Intervenção. Sistema Único de Saúde.

Texto completo:

PDF-POR


 


Movimento
Escola de Educação Física, Fisioterapia e Dança | Universidade Federal do Rio Grande do Sul | UFRGS
Endereço: Rua Felizardo, 750, Jardim Botânico, Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil, CEP 90690-200
Telefone: 51 33085882 | Fax: 51 33085811
E-mail: movimento@ufrgs.br
 

Bases de Dados Indexadoras

 

                                      

 

Apoio