“O MARCO DE 1989”: UMA REFLEXÃO SOBRE OS XVIII JOGOS ESCOLARES BRASILEIROS

Taiza Daniela Seron Kiouranis, Leila Salvini, Wanderley Marchi Júnior

Resumo


O objetivo deste artigo é descrever as características dos JEBs de 1989 e identificar agentes e estratégias de ação para o desenvolvimento de um modelo para o esporte escolar. Utilizamos como fonte de informações uma entrevista e uma fonte literária. Tendo como referencial de análise a Teoria dos Campos de Pierre Bourdieu, foi possível concluir que os agentes que idealizaram a ação em questão eram oriundos (em sua maioria) do campo acadêmico, e numa tentativa pouco profícua tentaram inculcar o habitus desse campo em uma estrutura esportiva, vinculada às ações práticas alicerçadas na competição.

 


Palavras-chave


Atletismo. Sociologia. Esportes. Brasil.

Texto completo:

PDF-POR


 


Movimento
Escola de Educação Física, Fisioterapia e Dança | Universidade Federal do Rio Grande do Sul | UFRGS
Endereço: Rua Felizardo, 750, Jardim Botânico, Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil, CEP 90690-200
Telefone: 51 33085882 | Fax: 51 33085811
E-mail: movimento@ufrgs.br
 

Bases de Dados Indexadoras

 

                                      

 

Apoio