Ciclo informacional: a informação e o processo de comunicação

Adriana Bogliolo Sirihal Duarte

Resumo


O presente artigo apresenta uma revisão de literatura na busca de uma definição apropriada para o conceito de informação ao ser considerada objeto de estudo da Ciência da Informação. Correlaciona autores da ciência da informação, da comunicação, da lingüística e da semiótica, traçando um percurso histórico, ilustrado através de diagramas, a partir da Teoria Matemática da Comunicação até as definições contemporâneas. Se, a princípio, a informação é apresentada como constituinte do processo de comunicação, com o desenrolar das teorias apresentadas, conclui-se que a informação, entendida como processo de atribuição de significado da realidade apreendida pelo ser humano, pode existir mesmo sem a intencionalidade do processo de comunicação. Nesse sentido, a informação é apresentada como integrante do processo que relaciona cultura global (objetiva) e cultura individual (subjetiva). Por fim, entende-se que o ciclo está completo quando a informação é convertida em conhecimento, capaz de promover desenvolvimento e de ser comunicada, gerando assim novos estoques de informação e retro-alimentando o ciclo.

 


Palavras-chave


Ciência da Informação. Processo de comunicação. Epistemologia

Texto completo:

PDF


Em Questão | ISSN 1808-5245

Classificação Qualis: A2 - Comunicação e Informação; B2 - Ciências Ambientais; B3 - Administração, Ciências Contábeis e Turismo; B4 - Sociologia; B5 - Engenharias I.

Programa de Pós-graduação em Comunicação e Informação | Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Rua Ramiro Barcelos, 2705, CEP 90035-007 - Porto Alegre, RS, Brasil | E-mail: emquestao@ufrgs.br 

Membro da Associação Brasileira de Editores Científicos