Uma Ferramenta de Mineração de Texto para Apoio à Leitura e Escrita Autoral

Alexandra Lorandi Macedo, Francieli Gracioli, Eliseo Reategui, Patrícia Behar, Vinicius Hartmann Ferreira

Resumo


Este artigo apresenta um estudo sobre o potencial de uma ferramenta de mineração de texto para auxiliar no processo de leitura e escrita autoral. No mundo letrado, a leitura e escrita estão diretamente ligadas aos processos de aprendizagem, favorecendo a formação do pensamento crítico e argumentativo. Dados estatísticos mostram que em países em desenvolvimento, como o Brasil, os estudantes demonstram grande dificuldade em escrever ou interpretar textos. Visando minimizar tais dificuldades, este estudo apresenta uma proposta que alia práticas pedagógicas e recursos tecnológicos para contribuir com os processos de leitura e escrita. O artigo apresenta um estudo envolvendo 22 estudantes que participaram de atividades de leitura e escrita em um curso semi-presencial de 30 horas. Os resultados do estudo, realizado por uma perspectiva qualitativa, permitiram concluir que as ferramentas e estratégias propostas contribuíram para o desenvolvimento de uma escrita autoral pelos participantes.

Palavras-chave


Leitura. Escrita. Autoria. Aprendizagem. Mineração de texto.

Texto completo:

PDF

Referências


ANDERSON, R. C.; PEARSON, P. D. A schema-theoretic view of basic processes in reading comprehension. In________. CARREL, P. L.; DEVINE, J.; ESKEY, D. E. (Ed.). Interactive approaches to second language reading: 8th edition. Cambridge: Cambridge University Press, 1998, p. 37-55.

ASSOLINI, F.E.P. Interpretação e letramento: os pilares de sustentação da autoria. 2003. Tese (Doutorado) – Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto, USP, Ribeirão Preto, 2003.

BAKHTIN, M. Os gêneros do discurso. In: ________. Estética da criação verbal. São Paulo: Martins Fontes, 2001, p. 277 – 327.

BEENVENISTE, E. Da subjetividade na linguagem. In: ________. Problemas de linguística geral I. Campinas: Pontes, 1995.

BEISSNER, K.; JONASSEN, D. H.; GRABOWSKI, B. L. Using and selecting graphic techniques to acquire structural knowledge. Performance Improvement quarterly, v. 7, n. 34, p. 20-38, 1994.

BRONCKART, J. P. Atividades de linguagem, textos e discursos: por um interacionismo sócio - discursivo. Sao Paulo: EDUC, 1999.

CASTELLS, M. A sociedade em rede. São Paulo: Paz e Terra, 1999.

FARCLOUGH, N. Media discourse. New York: Edward Arnold, 1985.

FENG, C.; OGATA, H.; Hada, Y.; Yano, Y. Marked-up text mining for error analysis in a networked writing classroom, Tokyo, Japan. Proceedings... s/l: s/n. 1999, v.1, p.378-385, 1999.

FERRER, F.; BELVÍS, E.; PÀMIES, J. Tablet PCs, academic results and educational inequalities. Computers and Education, v. 56, n. 1, p. 280-288, 2011.

FLICK, U. Introdução à pesquisa qualitativa. São Paulo: Artmed,1995.

FUCHS, C. La paraphrase. Paris: Press Universitaires de France, 1982.

GERALDI, J. W. Operadores de argumentação e diálogo. Cadernos de Estudos Linguísticos, Campinas, v. 9, p.143-157, 1985.

GINZBURG, C. Sinais: raízes de um paradigma indiciário. In: ________. Mitos, emblemas e sinais: morfologia e história. Tradução Frederico Carottti. São Paulo: Companhia das letras, 1980.

HYERLE, D. N. Visual tools for transforming information into knowledge. Thousand Oaks: Corwin Press, 2009.

JENNER, J. A bridge to reading and writing literacy: developing oral language skills in young children. Pacific Educator, v. 2, n. 1, 2003.

KLEIMAN, A. Aspectos cognitivos da leitura. Campinas: Pontes, 1989.

KLEMANN, M.; LORENZATTI, A.; REATEGUI, E. O emprego da ferramenta de mineração de textos sobek como apoio à produção textual. In: SIMPÓSIO BRASILEIRO DE INFORMÁTICA NA EDUCAÇÃO, 20, 2009, Florianópolis. Anais... Florianópolis: SBC, 2009.

LUU, K; FREEMAN, J. G. An analysis of the relationship between information and communication technology (ICT) and scientific literacy in Canada and Australia. Computers and Education, v. 56, n. 4, p. 1072-1082, 2011.

MACEDO, A. Rede de Conceitos: uma ferramenta para contribuir com a prática pedagógica no acompanhamento da produção textual coletiva. 2010. 206 f. Tese (Doutorado) – Progama de Pós Graduação em Informática na Educação, UFRGS, Porto Alegre, 2010.

MARASCHIN, C.; AXT, M. Acoplamento tecnológico e cognição. In: VIGNERON, J.; OLIVEIRA, V. B. de (org.). Sala de aula e tecnologias. São Bernardo do Campo: Universidade Metodista de São Paulo, 2005, p. 39-51,.

MARCUSCHI, L. A.; XAVIER, A. C. Hipertexto e gêneros digitais: novas formas de construção do sentido. 2.ed. Rio de Janeiro: Lucerna, 2005.

MARZANO, R. J.; PICKERING, D. J.; POLLOCK, J. E. Classroom instruction that works: research-based strategies for increasing student achievement. Alexandria, United States of America: Association for Supervision and Curriculum Development, 2001.

MOHAMED, W. A. W.; OMAR, B. Using concept map to facilitate writing assignment. In: CAÑAS, A. J.; AHLBERG, M. & NOVAK, J. D. (Eds.), INTERNATIONAL CONFERENCE ON CONCEPT MAPPING, 3, 2008, Tallin, Estonia and Helsinki. Proceedings... Tallin, Estonia and Helsinki: IHMC, 2008.

OECD. PISA 2006: science competencies for tomorrow’s world. OECD Publishing, 2006.

________. PISA Results 2012: what students know and can do – student performance in reading, mathematics and science. OECD Publishing, 2012.

ORLANDI, E. P. Discurso e leitura. São Paulo: Cortez, 1988.

PÊCHEUX, M. Análise automática do discurso. In: GADET, F; HAK, T. (Orgs.). Por uma análise automática do discurso: uma introdução à obra de Michael Pêcheux. Campinas: Unicamp, 1998, p. 61-161.

PETKO, D. Teachers’ pedagogical beliefs and their use of digital media in classrooms: sharpening the focus of the ‘will, skill, tool’ model and integrating teachers’ constructivist orientations. Computers and Education, v. 58, n. 4, p. 1351-1359, 2012.

PONCE, H. R.; LÓPEZ, M. J.; MAYER, R. E. Instructional effectiveness of a computer-supported program for teaching reading comprehension strategies. Computers and Education, v. 59, n. 4, p. 1170-1183, 2012.

POSSENTI, S. Enunciação, autoria, estilo. Revista da FAEEBA, n.15, p.15-21, 2001.

________. Discurso e texto: imagem e/de constituição. In: ________. Sobre a estruturação do discurso. Campinas: UNICAMP, 1981.

REATEGUI, E.; EPSTEIN, D.; LORENZATTI, A.; KLEMANN, M. Sobek: a Text Mining Tool for Educational Applications. In: IEEE INTERNATIONAL CONFERENCE ON DATA MINING, 2011, Las Vegas, United States of America. Proceedings… Las Vegas: IEEE. 2011, p. 59-64.

REATEGUI, E.; KLEMANN, M. ; FINCO, M. D. Using a Text Mining Tool to Support Text Summarization. In: IEEE INTERNATIONAL CONFERENCE ON ADVANCED LEARNING TECHNOLOGIES (ICALT), 12, 2012, Rome, Italy. Proceedings... Rome: IEEE. 2012, p. 607-609.

RIZZO, G. Fundamentos e metodologia da alfabetização – Método Natural. 4 ed. Rio de Janeiro: Coleção Educação Prática, 1986.

RUDDELL, M. R. Teaching content reading and writing, 3 ed. New York: John Wiley & Sons, 2001.

SERCE. Second regional comparative and exploratory study: student achievement in latin america and the caribbean. santiago: OREALC/UNESCO, 2008. 52p. Disponível em: http://unesdoc.unesco.org/images/0016/001610/161045E.pdf

SOARES, M. B. Letramento: um tema em três gêneros. Belo Horizonte: Autêntica, 1998.

TFOUNI, Leda. Múltiplas faces da autoria. Ijuí: UNIJUÍ, 2009.

VILLALÓN, J., KEARNEY, A., CALVO, R. A., REINMANN, P. Glosser: enhanced feedback for student writing tasks. IEEE INTERNATIONAL CONFERENCE ON ADVANCED LEARNING TECHNOLOGIES, 8, Santander, Spain. Proceedings… Santander: IEEE. 2008, p. 454-458.

WARSCHAUER, M. Laptops and literacy: learning in the wireless classroom. New York: Teachers College Press, 2006.

WEI, C.W., HSIEH, Z. H., CHEN, N. S., KINSHUK. Construction of reading guidance mechanism on e-book reader applications for improving learners’ english comprehension capabilities. In: IEEE INTERNATIONAL CONFERENCE ON ADVANCED LEARNING TECHNOLOGIES, Rome, Italy. Proceedings… Rome: IEEE. 2012, p. 170-172.




DOI: http://dx.doi.org/10.22456/1982-1654.55613

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

INFORMÁTICA NA EDUCAÇÃO: teoria & prática. e-ISSN: 1982-1654 ISSN Impresso:1516-084X